Pamonha é declarada patrimônio cultural material goiano

É difícil negar que tenha algo que represente mais o goiano do que uma deliciosa pamonha, cujo principal ingrediente é o milho, seja ela ‘de sal’, doce, a moda, com carne seca, com frango, com jiló ou qualquer outro sabor. Por ela foi reconhecida como patrimônio cultural imaterial goiano.

Uma lei declarando a gastronomia da pamonha foi sancionada pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (UB), nesta terça-feira (20). O projeto foi apresentado pelo deputado estadual Coronel Adailton (PRTB).

Na justificativa, o parlamentar ressaltou o significado social das pamonhadas, que promovem a reunião familiar e entre amigos para o preparo da receita. “É um costume ainda vivo no interior e já raro nas cidades, é uma dos momentos mais esperados do ano.”.

Patrimônio cultural imaterial goiano

Segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o patrimônio imaterial é aquele transmitido de geração a geração, que é constantemente recriado pelas comunidades e grupos em função de seu ambiente, interação com a natureza e história.

Além das pamonhas, os tradicionais pit dogs e o prato ‘Chica Doida’ também foram reconhecidos como patrimônio cultural cultural de Goiás.

Fonte: Dia online

Notícias Relacionadas